Resenha - Delícia, delícia

Comentários


Não sou tão fã de romances, mas adoro assistir aos programas culinários, e quando vi entre as opções que a nossa parceira, Editora Valentina, ofereceu para ceder uma cópia para resenhar, não pensei em duas vezes em escolher Delícia, Delícia, bestseller USA Today da escritora Donna Kauffman que tem como plano de fundo a gastronomia.

Vamos conhecer um pouco mais sobre o livro...



Leilani Trusdale é uma pâtisserie que larga o cargo mais cobiçado de um restaurante renomado em New York para se mudar para pequena cidade de sua família, Sugarberry. Ao se estabelecer na cidade abre seu próprio negócio, uma confeitaria de cupcakes, Cakes by the Cup, a qual será o palco principal para a trama toda.


Tudo parecia estar ocorrendo bem, se não fosse por uma reportagem do jornal local anunciando a breve chegada do apresentador do programa de culinária Chef Hot Cakes, Baxter Dunne, que é ao acaso ex-chefe e paixão de Leilani por anos.
Resultado de imagem para Cakes by the Cup


Desde que Leilani deixou NY, Baxter concluiu que sua vida não estaria completa sem ela e para conseguir se aproximar dela, traz toda sua trupe de gravação com a ideia de gravar a nova temporada do seu programa durante duas semanas na confeitaria de Leilani. Na sua visão, Baxter acredita que estaria trazendo para Trusdale visibilidade para seu recém negócio, além de conseguir se aproximar dela, mas a dona do Cakes by the Cup reage de uma forma totalmente inesperada.


Com toda essa loucura, reviravoltas e pensamentos negativos, a protagonista vai precisar praticar muita boloterapia com sua amiga Charlotte, porém, novas personagens vão surgindo e se inserindo nessa prática terapêutica, tornando-a em o Clube do Cupcake, que dá o nome a série dos livros.


O livro tem uma história bacana, que poderia ter dado certo, se a escritora não tivesse transformado a protagonista em uma mulher negativa. No pensamento dela nada vai dar certo, ela não se arrisca, não acredita no que dizem, inventa desculpas banais atrás de desculpas, fazendo com que o início do livro pareça uma encheção de linguiça para dar motivo a trama e não conseguindo criar algum carisma sequer pela personagem.


Quando a protagonista finalmente cede à proposta de Baxter de filmar em sua confeitaria, a história parece começar a ter uma desenvoltura melhor, mas ainda sim os melhores momentos são quando uma das personagens, Alva, uma senhora de idade, surge se metendo em momentos importunos.


No final do livro podemos encontrar receitas de alguns doces que estiveram presentes durante a história para recriarmos.

Bem, para mim o livro não cativou por conta da personagem principal, mesmo a trama sendo interessante, por isso lembre-se que a nota é bastante pessoal e que a obra pode dar muito certo pra você. Então se curtiu a sinopse e a resenha, compre agora mesmo e tire suas próprias conclusões :)

 

Até a próxima! E lembre-se de comentar, a gente adora quando vocês falam aqui. Beijos!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!