Resenha - O Perfume: A história de um assassino

Comentários




Como comentado pelo Vini, em sua resenha sobre o livro “A travessia das feiticeiras: a jornada iniciática de uma mulher”, 4Sentidos realmente tem de tudo e dessa vez traz a resenha de um livro que teve mais de 15 milhões de exemplares vendidos em quarenta línguas e foi inspiração para a canção “Scentless Apprentice” da banda Nirvana. Estou falando de “O Perfume” do escritor alemão, Patrick Süskind.

“O Perfume” foi publicado inicialmente em capítulos pelo jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung e quando alcançou a fama foi lançado como livro em 1985, tornando-se o primeiro sucesso do autor e ainda acabou sendo adaptado para os cinemas em 2006. Logo, ambas as obras, seja literária ou cinematográfica, são incríveis!!

Vamos ao enredo…

No século XVIII, na França, uma vendedora no mercado de peixes dá a luz a um menino, Jean-Baptiste Grenouille, o qual já nasceu causando desgraça para aqueles que o deixavam para trás, começando por sua mãe, seguido do padre que recebeu pensão para criá-lo e notou as duas peculiaridades de Jean, o mesmo não exalava odor, mas ficava sempre farejando o ar. Acreditando se tratar de um ser demoníaco, o padre passa a criança adiante, para um orfanato. 

Durante sua estadia no orfanato começou a explorar seu dom, porém, antes de completar dez anos deixou a instituição sendo vendido para trabalhar como aprendiz de curtidor de pele, mostrando-se alguém dedicado ao que se fazia e com uma capacidade de sobrevivência inesperada.

Isso é só o começo da vida de Jean-Baptiste!!

Logo, sua habilidade olfativa acabou lhe garantindo um emprego como aprendiz de perfumista, onde tem o intuito de aprender as técnicas envolvidas na criação de um perfume, como destilação, percolação, entre outras. Isso tudo por um motivo: a obsessão de conservar o odor de jovens mulheres para criação do perfume perfeito. 

Para alcançar seu objetivo, Grenouille passará a cometer atos terríveis e se aproveitará da sua segunda peculiaridade para passar despercebido.

Patrick Süskind escreve uma forma que te envolve, fazendo com que entre em conflito consigo mesmo em relação às perspectivas e sentimentos que vão surgindo no que diz respeito ao protagonista. É um livro que vale muito a pena ler.

Deixe seu comentário! Se já leu, se tem interesse em ler ou sua opinião. "A leitura é uma experiência muito mais interessante quando pode ser compartilhada".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!