Resenha - A Desconhecida

Comentários


Presente. Passado. Suspense. Romance. Mentiras. Assassinatos. Esses adjetivos e substantivos podem ser encontrados entrelaçados no livro A Desconhecida de Peter Swanson, publicado em 2015 pela Editora Novo Conceito.


Se procura um livro em que o autor escreve de forma que o primeiro capítulo se una ao último e a cada virada de página te prenda de tal maneira que a prioridade é descobrir o que vem depois, este é o livro certo.


Tudo começa com o personagem principal, George Foss, invadindo uma residência marcada como cena de crime, mas para que possamos entender o que ele está fazendo ali Peter oscila os próximos capítulos entre período mais próximo ao presente que levará aquela situação e ao passado de George, 20 anos atrás antes de tudo aquilo ter acontecido.


Essa jogada de variação temporal só faz com que o clima de suspense aumente e aquela raiva pequena de mudança súbita de cenário te consuma querendo saber o que está ocorrendo, isso se você não juntar as peças antes.

Mas quem é A Desconhecida? Ela é a antagonista que vai ser introduzida lentamente conforme o enredo vai criando forma e sentido, e nota-se o quanto o protagonista sente uma atração forte em relação a essa mulher, se envolvendo numa grande teia difícil de sair e de ser explicada futuramente.



Duas coisas angustiantes: a forma abrupta que acaba o final do livro e como o escritor conseguiu fazer um personagem adulto (George) tão ingênuo, mas acredito que tenha sido esse o propósito dele, apesar de não ter gostado muito da desenvoltura que ficou o personagem.

Se ficou com alguma dúvida para entender o que escrevi acima, segue a sinopse:


“Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece.de mentiras.
Em uma noite de sexta-feira, a rotina confortável e previsível de George Foss é quebrada quando, em um bar, uma bela mulher senta-se ao seu lado. A mesma mulher que desaparecera sem deixar vestígios vinte anos atrás. Agora, depois de tanto tempo, ela diz precisar de ajuda e George parece ser o único capaz de salvá-la. Será que ele a conhece o suficiente para poder ajudá-la?”

Deixe seu comentário! Se já leu, se tem interesse em ler ou sua opinião. "A leitura é uma experiência muito mais interessante quando pode ser compartilhada".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!