Resenha - Menina Má

Comentários


 "Gente de bom coração raramente nutre suspeitas. Não conseguem imaginar outras pessoas fazendo coisas que são incapazes de fazer..."

E aí galerinha, tudo na boa?
Hoje estou aqui para falar sobre a minha terceira leitura de 2017, Menina Má.
Comprei esse livro em um promoção maravilhosa da Amazon, então decidi lê-lo agora em janeiro, ouvi críticas boas em cima da obra então já estava com uma expectativa alta.

Nessa edição publicada pela DarkSide Books, as primeiras páginas falam um pouco sobre o escritor William March onde somos apresentados as especulações de sua vida peculiar, isso faz com que o leitor fique louco para ler e chegar ao fim da obra. William era um homem cheio de mistérios, ficou internado um tempo em um manicômio, tinha estranhas obsessões por assuntos delicados como abusos e até estupro. A sua última obra escrita foi "Menina Má", e antes mesmo de o livro fazer sucesso, William veio a falecer.

Nenhum texto alternativo automático disponível.




Sabendo mais a fundo a história do escritor, a vontade de iniciar a leitura da obra só aumenta. Rhoda é uma criança de oito anos, doce, meiga, educada e que sabe cativar as pessoas, principalmente os mais velhos. Sua mãe Christiane tem orgulho da educação de sua filha, já que ela cria a menina praticamente sozinha, seu marido vive viajando a trabalho e nunca está em casa. Mas a mãe sabe que tem algo estranho na pequena Rhoda, ela começa a perceber que a criança não aparenta ter sentimos, é fria, ambiciosa e calculista. Suas suspeitas aumentam depois que em uma premiação do colégio que Rhoda não ganhou, a filha começa a ficar obsessiva pela medalha do colega vencedor. Mas como coração de mãe é frágil, ela tem esperanças que seja somente um temperamento forte e que não seja nada mais sério.

Até que tudo desaba de uma única vez. Em um piquenique da escola, o aluno que ganhou a medalha aparece morto, afogado, em uma morte misteriosa e cheia de dúvidas. Mas é difícil suspeitar de uma criança de oito anos, não acham?

https://i0.wp.com/arafaelagodoy.com.br/wp-content/uploads/2016/05/12804857_563588730466323_1955254879837015265_n.png

"Menina Má" é uma história intensa, onde acompanhamos uma mãe aflita, que ama sua filha, mas que tem que lutar contra os seus sentimentos para tentar descobrir a verdade sobre a menina. Rhoda é manipuladora, sabe mexer com as pessoas e fazer com que elas vejam uma criança doce e gentil, ela sabe o que quer e vai até o fim para conseguir, mesmo que isso signifique matar.

Não temos grandes reviravoltas na obra, ele basicamente não é um livro para te surpreender e sim para te deixar aflito, pois deixa o leitor tenso do início ao fim. A narração é em terceira pessoa, flui rapidamente com capítulos bem divididos e diálogos diretos e bem elaborados. O livro não enrola em nada, tudo acontece de uma forma rápida, na medida certa. Os personagens secundários são essenciais à obra e completam de forma perfeita o enredo.

Se você gosta de suspense para ler com os dentes cerrados vai gostar de "Menina Má", sem contar com os detalhes maravilhosos que a DarkSide nos proporciona, em capa dura, com marcador de fitilho e diagramação perfeita, o livro encanta aos olhos, as mãos e ficará maravilhoso na sua estante. Capricho e carinho maravilhosos da editora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!