Resenha - E se For Você?

Comentários




"O arrependimento é um monstro hediondo, mordendo fundo e colocando sal nas feridas quando você tenta se curar."

E aí galerinha linda da minha vida, como vocês estão?

Nada como voltar a vida pós TCC, até parece que o céu está mais lindo haha.
Hoje estou aqui para falar um pouquinho com vocês sobre um livro muito especial. Ganhei o livro de presente de dias dos namorados da Luiza, e era um livro que não estava nas minhas listas, então foi totalmente inesperado.

"E se For Você" já te prende logo na capa. Não tem como não ser fisgado pela imagem linda de uma menina com touca salpicada de neve com olhos extremamente azuis. Me chamou muito a atenção e por isso decidi que essa obra seria a minha 25º do ano.

 



"Nao deixe que ele saia da sua vida como eu deixei. Porque eu me arrependo todos os dias."

O início me deixou um pouco confusa, pois já começa com diálogos com vários personagens e também com mudança rápida de tempo. Mas me situei rapidamente e claro, me apeguei em alguns de um jeito possessivo.

A obra é considerava "young adult" (YA), ou no português "jovem adulto". Mostra a vida de quatro amigos que viveram os melhores momentos da infância juntos. Richelle, Cal, Rae e Nicole. Nicole conheceu os três assim que mudou-se de cidade e os quatro tornaram-se inseparáveis. 

Logo Nicole começou a andar com eles, todos perceberam que algo estranho acontecia na casa dos pais da menina. E nesse momento eu comecei a bolar na minha cabeça mil teorias. Nicole não podia nunca se sujar, correr era coisa de outro mundo, perder o jantar era inadmissível, tirar notas abaixo de 9,0 era algo terrível, já que o sonho do pai era que Nicole fosse para Harvard. A menina era exemplo de criança, organizada, inteligente, educada e pontual. Mas será que Nicole era feliz?


"Apenas seja feliz. Não importe o que houver. Seja feliz."

A história é contada por Cal, já na faculdade com planos e uma vida totalmente diferente daquela em que vivia rodeada por seus melhores amigos. Percebemos então com o decorrer da leitura que Cal não tem mais contato com Nicole e com Richelle. O que aconteceu no passado? Rae ainda é a sua melhor amiga e os dois continuam se falando todos os dias por telefone e ainda se encontram nos feriados na cidade natal.

Tudo está maravilhosamente bem até que durante uma festa da faculdade Cal conhece Nyelle. Seus olhos azuis acertaram em cheio seu coração e sua memória, trazendo a tona lembranças da infância e de uma pessoa que deixou marcas em seu coração.


"- Adoro olhar as estrelas. Elas podem levar a dor embora, se a gente deixar. E quando o sol nascer, a tristeza toda desaparece. 
- E as estrelas cadentes? 
- A gente faz pedidos a elas, por mais uma chance de fazer tudo certo. 
- Você acredita que pode fazer isso? Começar de novo? 
- Todo o dia."

O livro todo é de uma narração limpa e simples, a leitura flui fácil. Com capítulos bem distribuídos e vários diálogos entre os personagens fica tranquilo de terminar a leitura em poucos dias. Além de ter trechos lindos e marcantes.

A maior mensagem que a obra passa é de viver a vida do jeito que quiser. Pare de tentar agradar a todos, pare de fazer o que os outros esperam de você. A vida é sua, viva da melhor maneira possível, seja feliz a qualquer custo. Se os outros são frustrados, se os outros não conseguiram fazer o que sonhavam, não queira realizar os sonhos deles. Você tem que construir o seu sonho.

A mensagem do livro é maravilhosa. Os personagens são tão marcantes que quando cheguei nos últimos capítulos não queria mais continuar, não queria que eles tivessem um fim. Era com se eu fizesse parte da turma, fossemos amigos íntimos. A escrita realmente cativa e encanta. 

Com toda certeza uma das melhores leituras de 2016.

Vale muito a pena. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!