Cinema 4S - Capitão América: Guerra Civil

Comentários




“Separados Nós Caímos, Unidos Nós Levantamos”


Capitão América Guerra Civil (2016) 146 minutos, é o terceiro ato de filmes do Capitão América sendo interpretado por Chris Evans, e com diretor dos Irmãos Russo, os mesmo que dirigiriam Capitão América Soldado Invernal. Esse terceiro filme serve como vários filmes, uma continuação direta da saga do capitão, a representação do Arco dos quadrinhos Guerra Civil, e ainda serviu como apresentação de vários personagens ainda não adicionados aos Vingadores.
O longa apresenta uma narrativa coesa, nada de tramas tão mirabolantes aqui, e aposta alto na interação dos heróis. 

Agora vamos aos Spoilers.
Seguindo diretamente os eventos de “Vingadores: Era de Ultron” quando o Capitão América termina o filme formando os “Novos Vingadores” sendo eles Visão, Feiticeira Escarlate, Falcão, e seu Líder; Capitão América. 

Agora retornando a eventos de Soldado Invernal, temos a grande revelação e as consequências da morte dos pais de Tony Stark, o homem de ferro. Desde a revelação no Bunker que Zolla conta ao capitão e à Viúva Negra. A hidra foi a responsável pela morte de Howard e Maria Stark. E atrelado a esse pequeno problema temos um governo que já não pode lidar com as perdas humanas e materiais causadas pelos vingadores. E se os ânimos entre Steve Rogers e Tony Stark já não estavam ótimos nos vingadores, em guerra civil eles explodem. 



 




A trama é feliz em justificar a visão de cada time para que se forme o confronto. Seria estranho ver os heróis lutando até morte, as lutas aqui são leves a princípio. E no quesito lutas, esse filme é um absurdo. Várias sequências de luta entre Pantera Negra, Soldado Invernal, Homem de Ferro, mas não há como não falar da sequência do aeroporto. Mesmo sendo um pouco cedo para falar, mas talvez a melhor cena de luta de todo Universo Marvel. Homem de Ferro, Máquina de Combate, Viuva Negra, Pantera Negra, Visão contra Capitão América, Falcão, Soldado Invernal, Gavião Arqueiro e Feiticieira. Não citei o Homem Formiga nem o Homem-aranha porque eles são sacanagem. Mesmo quem não conhece tanto de universo marvel, ou que não gosta de heróis, conhece o Homem Aranha. E o tão distorcido do Homem Formiga, que de um quase sociopata que já bateu até mesmo na mulher nos quadrinhos (sim eu que era o Hank Pim e não o Scott Lang) e agora interpretado por Paul Rudd, dão ao filme as melhores cenas de ação e comédia do ano. 




Capitão América Guerra Civil sofre de problemas clássicos da Marvel, vilões descartáveis, tramas que não geram consequências reais. Mas o que está sendo orquestrado aqui vai ecoar por muito tempo. Este não é o melhor filme da Marvel, e provavelmente não vai ser o melhor filme do ano, mas até exato momento, ele reina sozinho.


Em novembro temos Doutor Estranho. Provavelmente o filme mais diferente da Marvel. Essa fase 3 está se desenhando para um final épico nas Guerras Infinitas.
Com 90% no rotten tomatoes, 4 ovos no omelete, e 8.5 no IMDb, Guerra Civil é o melhor filme de Super Hérois do Primeiro Semestre de 2016.

2 comentários:

  1. Não gostei do personagem do homem aranha... quando vi perdi a vontade total de ver o resto do filme...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Capaaaz? Em relação ao HQ's eles mudaram o Homem Aranha, colocando ele mais novo e mais ingênuo. Porem eu achei o modo como introduziram ele na Marvel maravilhoso, um garoto novo, totalmente sem experiência, mas foda ao mesmo tempo sendo colocado no meio desse mundo bilionário e cheio de fãs.

      Excluir

Valeu pelo comentário!