Review American McGee's Alice & Alice: Madness Returns

Comentários

Fala galerinha do mal! Como estão? 
Hoje é dia do review de uma saga que fiquei realmente curioso em jogar desde seu segundo lançamento em 2011. Preparado para embarcar na verdadeira loucura de Alice no País das Maravilhas?
  



O primeiro jogo, "American McGee's Alice" foi lançado em 200 pela EA Games para PC. American McGee (Doom, Chains of Darkness) é um designer de games que decidiu criar um jogo doentio sobre esse livro infantil, o que deu muito certo, já que vendeu mais de 1 milhão de cópias em 3 meses após o lançamento. Na história, Alice é assombrada por um incêndio que matou seus pais quando criança, o que a fez ser internada no Sanatório Rutledge. 
Após alguns anos, o Coelho Branco encontra Alice novamente e a convida a voltar ao País das Maravilhas, ainda dominado pela Rainha de Copas, porém agora uma criatura meio humana, meio demônio que fez do mundo uma mistura insana de torturas e loucura. 


Com uma jogabilidade simples, Alice é um jogo de plataforma e, diferente do que pensam, não é um jogo de terror. Porém o roteiro é totalmente incrível, o que o torna uma ótima diversão. American McGee's Alice possui níveis fáceis e muitas modificações de cenário e desafios, além de armas bem interessantes, como a Espada Vorpal, Taco de cricket, cartas de baralho e dados demoníacos (este último invoca criaturas do submundo que lutam contra tudo).


Com trilha sonora de Chris Vrenna, os efeitos musicais realmente ajudam a ambientar o jogo, deixando-o ainda mais insano. 
  
Agora vamos falar de uma continuação mais perfeita ainda: "Alice: Madness Returns."



Lançado em 2011, o jogo foi desdobrado em outras plataformas além do PC, como PS3 e Xbox 360. Nele, Alice volta a viver entre o mundo real e o País das Maravilhas, que continua tão horrível quanto antes e assombrado pela chegada de um trem infernal, maquinado por um ser ainda desconhecido. Suas memórias vão voltando no decorrer do jogo e ela vai descobrindo tudo sobre o incêndio que matou seus pais e sua irmã. 


O roteiro é impressionante e a história te envolve do início ao fim, você quer descobrir o que houve com a família de Alice, se foi ela que provocou o incêndio e se um dia ela vai escapar dessa loucura toda. 



Você luta contra bules com olho, bonecas de lama negra, encontra o gato de cheshire, o chapeleiro maluco, o bebê chorão... Enfim, tudo o que a história original traz como coisas boas, volta em sua mais pura versão de loucura. 
Como armas você tem um cavalo de pau, um pimenteiro, um guarda-chuva e muitos outros objetos que parecem inofensivos à primeira vista e vão ficando cada vez mais brutais e sanguinários. 


E aí, o que está esperando para embarcar nesse mundo insano? Vale muito a pena jogar, por isso não perde tempo e aperta o play! 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!