Cinema 4S - Perdido em Marte

Comentários

Perdido em Marte (The Martian) "WATNEY: Olhem, peitos -> (.Y.)" O filme que dará o tom ao sci-fi de agora em diante.


Perdido em Marte é um filme de 2015, inspirado no livro homónimo, escrito por Andy Weir. O filme é dirigido por Ridley Scott (Alien), estrelando Matt Damon (Saga Bourne), Jessica Chastain (Interstelar), Jeff Daniels (Debi e Loid), Sean Bean (O senhor dos Anéis - A Sociedade do Anel), e com grande elenco secundário, digno de "11 homens e um destino".



O filme/livro retratam a vida de Mark Watney, botânico/engenheiro que se vê preso em marte após uma tempestade de areia que fez com que o resto de sua tripulação pensasse que ele estava morto. Contudo Mark continua vivo e tem que se desdobrar de mil formas para conseguir sobreviver no lugar mais inóspito do mundo; Marte. Lá onde nada cresce, o ar não é respirável, é onde ele deve ficar por mais 4 anos até que a próxima expedição chegue, sendo que na melhor das hipoteses ele tem comida para pouco mais de um ano. Usando todo o seu talento ele vai usar toda sua criatividade e conhecimento técnico para sobreviver. 
Em geral o filme e o livro são quase idênticos, a adaptação de Ridley Scott é quase que perfeccionista. 


A resenha

O livro de Andy Weir, 335 páginas, lançado no Brasil pela editora Arqueiro, é simples e fascinante no jeito de ser escrito. Quase que todas as passagens em marte são transcritas por meio de VideoLog (e você ai pensando que o Felipe Neto que tinha inventado isso). E por isso conseguimos sempre ter o lado mais honesto do nosso protagonista, umas vez que ele não tem porque mentir para si mesmo. Seu senso de humor é sua maior ferramenta frente aos problemas enfrentados no planeta Vermelho. E para quem vai ler o livro primeiro, nossa, quanto problema. A cada quatro páginas encontramos algo novo, algo que nós pensaríamos "Deu, acabou, agora não tem mais o que fazer." Mas não Watney, por piores que sejam os problemas ele com o senso de humor e uma inteligencia fora do comum chegam as soluções. "Você vê mil problemas. Você faz os calculos e resolve o primeiro, resolve o segundo, resolve o terceiro, e uma hora você vai conseguir." E esse otimismo faz desse um ótimo livro. Muitas vezes os termos técnicos e cálculos precisos podem dificultar a compreensão, assim como os jargões de astronauta, mas com algumas dezenas de páginas lidas, isso já virou cotidiano. 



A crítica

Que filme LINDO. Não necessariamente tocante, mas que filme lindo. Os planos de marte, as cenas nos deserto, as tomadas no interior da nave, tudo é fluido e faz questionar, como eles conseguiram filmar em Marte? Ridley Scott mostra que se está perdendo a mão para a Saga Alien, ainda tem talento de sobra para o Sci-Fi. 



Matt Damon na pele de Mark Watney não fica nem um pouco aquém do personagem do livro. Seu senso de humor, suas piadas e até mesmo suas trapalhadas as vezes, fazem com que o filme não fique tão claustrofóbico. Destaque para a piada genial da operação Elrond (Senhor dos Anéis), com a participação de Sean Bean (Boromir). 


O filme vem de mansinho e nos minutos finais você está preso com a população da Terra, e quer apenas uma coisa; "Tragam ele de volta". O longa não mostra todos os problemas enfrentados pelo astronauta no livro, mas isso é compreensível, uma vez que mesmo cortando algumas partes, o filme tem 141 minutos. E honestamente eu queria uma versão estendida.  


Mesmo sem nem um oitavo do tempo em tela de Matt Damon, Jessica Chastain (Capitã Lewis) rouba a cena. Sua beleza e força de vontade, mostram que qualquer um ali seguiria suas ordens a bordo da nave sem nem pensar. O casal Kate Mara e Sebastian Stan ficou um pouco deslocado, mas no livro eles também não criam muita empatia.Uma única cena que eu sinto que faltou no filme, foi a que Johanssen (Kate Mara) fala com seu pai. E para aqueles que leram o livro, vocês sabem do que eu estou falando. A trilha do filme é outro espetáculo a parte, e por ela vale a pena ficar depois até o fim dos créditos, e testemunhar a última grande piada do filme. 


Perdido em Marte tem 4 ovos no omelete, 8.4 no IMDb e 93% no RottenTomatos. Diferente de Interstelar aqui Matt Damon sabe acoplar uma nave, sabe ser o homem de ferro, o barba loira, e mais do que tudo sabe conquistar todo o público. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!