100 Filmes que Formam um Cinéfilo apresenta: 01 - Toy Story

Comentários





"Ao Infinito e Além!" A nova série do Quatro Sentidos chega caindo com estilo e traz o primeiro longa-metragem de animação computadorizada da história; Toy Story. Junto com a conturbada produção, as diferenças do roteiro original para o resultado final, damos uma volta com um Buzz vermelho, um Woody Ventríloquo, e como a Pixar mudou tudo no mundo da animação.  


Toy Story (1995), é um filme de John Lasseter (Atual Diretor da Pixar), com roteiro de vários nomes incluindo Joss Whedon (Os Vingadores), e contando com as vozes de Tom Hanks (Forest Gump), Tim Allen (Home Improvement). Toy Story concorreu à 3 oscars e foi o primeiro longa-metragem de animação feito inteiramente por computador. 


Antes de Toy Story ganhar forma, houve um projeto chave que deu a John Lasseter carta branca para seguir seu projeto. Esse curta, talvez não tão conhecido, mostra a interação de um soldadinho com seu dono. O Curta "Tin Toy" ficou mais datado que seu sucessor, contudo já é possível a maioria dos elementos do filme final ali no curta. Os brinquedos, sua interação com as crianças e todo o potencial gráfico a ser explorado.O curta venceu o oscar de melhor animação de 1988, mostrou ao mundo que o futuro estava sendo renderizado.


Com o início do projeto Toy Story, o roteiro inicial contava que Woody seria apenas o ajudante do Soldadinho mostrado em "Tin Toy". Contudo a ideia foi descartada quando surgiu a ideia do novo integrante principal; Lunar Larry. 


Lunar Larry e Woody Ventríloquo foram dando espaço ao que seriam Buzz e Woody. O processo de captação de movimentos mostrado no making of foi apenas um dos problemas enfrentados pela equipe da Pixar. Nada desse tamanho já fora feito antes. Moldes gigantes de Buzz eram construídos em argila para serem escaneados em 3d, cada músculo facial do Woody foi criado com base em moldes humanos. Sem falar nos funcionários que prendiam os pés a pranchas para andarem de um lado ao outro do estúdio, tentando entender como os soldadinhos de plástico deveriam se mexer. 


Passando por dezenas de reformas de roteiro, a equipe de animadores teve que literalmente criar os softwares para trabalhar em cima. Todo esse empenho gerou um problema ainda maior. Cada quadro de animação demorava em média 7 horas para ser renderizado pelos conputadores em 1995. Toy Story, que possui 88 minutos, tinha nada menos que 114,240 quadros, o que precisariam de 92 anos para serem renderizados. Como isso seria enviável, se desenvolveu a técnica do "Render Farm", capaz de fazer o trabalho de renderização em paralelo com vários computadores. “Toy Story 1” contou com 600 bilhões de bytes, 160 bilhões de pixels e cerca de 800.000 horas de processamento — divididas em vários computadores. 


Mostrando as desventuras entre um antiquado Boneco de Cowboy e um avançado Astronauta feito em Taiwan, Toy Story foi manchete em todos os veículos de mídia da época, sendo chamado de "O Futuro das Animações", foi a primeira interação entre a Disney e Pixar. Com 8.2 no IMDB e 100% no Rotten Tomatoes deu origem a mais duas sequências, 5 curtas, e abriu a estrada de tijolos de ouro da Pixar. "Amigo Estou Aqui" ficou por meses como a música mais tocada nas rádios de 1996 no Brasil. A Dublagem nacional de Guilherme Briggs, como Buzz, não ficou nem um pouco à margem da original. Toy Story é considerado ainda hoje o melhor longa de animação já feito.


"História de Brinquedo" abriu a série de 100 filmes que formam um cinéfilo, semana que vem voltamos com um clássico que deixará as cinco famílias em guerra, regado a frutas, ítalo-americanos e macarrão, Francis Ford Copolla dará o ar de sua graça por aqui. 


Abaixo curisidades sobre o clássico da Pixar. Sugestões, opiniões e críticas são muito bem vindas no espaço abaixo. 

O Toyota Truck do Pizza Planet que Buzz e Woody pegam para encontrar Andy, aparece em outros filmes da Disney/Pixar, como nas duas sequências, Toy Story 2 e Toy Story 3 e em Procurando Nemo, Monstros S.A., WALL-E e Vida de Inseto  

Essa mesma picape tem escrita na tampa da caçamba "YO", que seria um disfarce para a marca Toyota. Quando Porquinho está lendo o manual dela, aparece "Gyoza", que seria um significado para o YO na tampa traseira.  

O soldado que Sid explode no quintal seria um G.I. Joe, mas a empresa Hasbro não permitiu usá-lo no filme pelo fato dele explodir.  

No comercial do brinquedo Buzz Lightyear eles mencionam a loja Celeiro de brinquedos do Al, que seria enfatizada no filme seguinte.  

O posto de gasolina no qual Woody e Buzz brigam (e depois entram no carro da Pizza Planet), se chama Dinoco (Carros).  

Na reunião de Woody com os brinquedos antes do aniversário de Andy, dá para ver alguns livros na estante atrás de Woody com títulos de curtas da Pixar, como Knick KnackTin Toy e etc.  

O número na placa do carro da mãe de Andy, A113, aparece em diferentes lugares nos filmes Vida de Inseto, Toy Story 2 e 3, Monstros S.A., Procurando Nemo, Carros, Ratatouille, WALL-E, Up - Altas Aventuras e Carros 2.  

Na cena em que Woody e Buzz vão atrás do caminhão de mudanças, há uma menção do filme O Rei Leão onde no carro, Molly escuta a música "Hakuna Matata".  

Na cena em que Woody e Buzz caem no carro da Mãe de Andy, um objeto muito semelhante com WALL-E pode ser visto encostado ao lado de uma garagem.  

Na parte do quarto do Andy que dá para ver os jogos deles, aparecem jogos conhecidos como Twister e Candy Land.  

Quando Xerife Woody manda os soldados para investigar os presentes de Andy, pode-se perceber na Babá Eletrônica a marca famosa de brinquedos PlaySkool 

A caveira estampada na camiseta de Sid, é logotipo da famosa companhia de skate Zero Skateboards 

Na cena em que toca a soundtrack do Woody (Coisas Estranhas) mostra um pôster com Buzz apontando o dedo que diz 'I Want you to Space Rangers', ou mesmo é uma homenagem ao cartaz do Tio Sam (I Want you to U.S Army). 


 






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!