Resenha - Silo

Comentários



Há muito tempo queria ler este livro, porém nunca o achava nas livrarias e não queria comprar pela internet. Um tempo depois, eis que o encontro e avidamente começo a ler, louco para desvendar os segredos desse mundo. 
Só posso dizer que superou minhas expectativas, não me arrependi e vou comprar o segundo o mais rápido possível. (Pode ir lendo sem medo de spoilers, na parte em que elas começam a aparecer tem um recado ;)

Bem vindo ao Silo.









Viver no silo é simples: 
1. siga as regras 
2. Trabalhe
3. Só tenha um filho quando ganhar na loteria
4. Nunca, JAMAIS, fale ou insinue que quer sair e ir à superfície


 

Lá fora há um mundo desolado, desértico, com torres destruídas e um ar mortal. Dentro do silo as pessoas vivem normalmente, desempenham suas funções e imaginam uma vida melhor.
Toda morte abre mais uma loteria, já que o número de habitantes é limitado, ao morrer algum membro da sociedade, um sorteio é feito entre os casais e aqueles com o bilhete premiado têm um ano para dar à luz um novo pequeno trabalhador. Já criança, o novo morador do silo começa a seguir os membros mais antigos, aprendendo o trabalho que irá desempenhar futuramente, eles são as sombras.





O Silo possui 144 andares é dividido em 3 níveis: Superior, intermediário e profundezas. 
Nos níveis superiores vivem as autoridades, nos intermediários os agricultores e a TI, importante e misteriosa, e nas profundezas os mecânicos com todo o trabalho duro.

 O único conhecimento do mundo exterior fica no primeiro andar, onde telões se encontram, exibindo um mundo destruído e inabitável. Todos aqueles que não cumprem as regras ou demonstram vontade de sair são condenados rapidamente e mandados para a "limpeza".



  
A limpeza consiste em vestir um traje de proteção e ir para o exterior, limpar as câmeras que exibem as imagens e morrer logo em seguida, já que a roupa não dura muito e é violada pelos gases tóxicos, levando o condenado a uma morte lenta em frente às câmeras, na frente de todos os que assistem. A limpeza é precedida por comemorações e mais medo de ser o próximo, o que faz com que todos andem na linha. 


A TI, como eu disse anteriormente, é misteriosa e importante, já que é ela que guarda todos os dados coletados na história do silo, do mundo exterior e projeta os trajes da limpeza.

As viagens do último ao primeiro andar duram de dois a três dias, subindo incessantemente as escadas de ferro em espiral e encontrando com diversos carregadores, que levam mensagens e objetos o tempo todo pelos níveis. 

Há indícios que aconteceram levantes contra a TI ou contra o governo, porém ninguém nunca soube o motivo, já que todas essas informações são omitidas nos servidores e computadores da TI. 

O livro faz parte de uma trilogia: SILO, ORDEM e DUST (ainda sem tradução no Brasil, eu torço para que se chame LEGADO) O segundo livro foi lançado há pouco tempo e já vou comprar pra trazer a resenha pro blog. A capa é ainda mais bonita que a primeira, que, sinceramente, foi o ponto decisivo na minha compra. Sabe aqueles livros que você compra pela capa? Pois bem. 
 
O livro não "pega no tranco" até a página 200, mas como um bom leitor é preciso apreciar as páginas de apresentação, senão o livro fica superficial demais. Por isso paciência e viva o mundo, não espere que as coisas aconteçam sem você se apegar ao ambiente e imaginar-se vivendo dentro dele. Essas páginas são cruciais!

A história foi comprada pela FOX e pode virar filme pelas mãos de Ridley Scott e Steve Zaillian; Uma curiosidade é que a trilogia é na verdade o agrupamento de 9 livros, 5 em Silo, 3 em Ordem e o 1 no último.

Após toda essa introdução ao livro, vamos falar um pouco sobre o que aconteceu e sua personagem principal, Juliette, chefe de setor da mecânica. A partir daqui seguem SPOILERS de todo o livro, do início ao fim, por isso não continue caso ainda não o tenha lido. Para vocês desejo uma ótima leitura, super indico o livro e não percam mais um segundo, é de tirar o fôlego, literalmente.










Livros que têm mulheres fortes como personagem principal são sempre bons em sua maioria. Juliette é uma personagem apaixonante. 

O ponto forte do livro foi que, ao contrário do que eu imaginava, o mundo destruído não era mentira. O mundo inabitável existe, até pelo menos no primeiro livro, vai que é tudo uma simulação no próximo... A descoberta do segundo silo é matadora e depois a descoberta de mais 48 quase me fez pular da cadeira de emoção. Jules passa por umas poucas e boas, vamos combinar, e você fica sem ar junto com ela, sofre, sente o calor, os gostos ruins, o medo... Tudo é de uma maestria invejável.

Não que o fim tenha sido ruim, porém eu esperava o que parecia que iria acontecer: Juliette encontraria as escavadeiras e partiria de encontro ao silo 18, seria mais emocionante, porém o encontro com Bernard dentro da incineração foi espetacular! E vocês o que acharam? (Lembrem-se de comentar avisando o Spoiler, caso tenha)







ATÉ NOSSA PRÓXIMA CONVERSA!!

 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!