Misfits

Comentários


Comecei a assistir à série de forma aleatória e com pouco interesse, simplesmente sorteei uma qualquer para acompanhar. Sorte minha ter escolhido Misfits.

A série é considerada por alguns como a fusão de “Skins” e “Heroes”, eu só consigo afirmar que, sendo uma fusão ou não, com certeza acertaram na dose.

Misfits conta a história de 5 delinquentes condenados à prestar serviço comunitário. Entre trabalhos como limpar as ruas, dançar com idosos e pintar paredes, ocorre um incidente: uma tempestade anormal cai sobre a cidade e os jovens acabam recebendo poderes sobrenaturais. Mas eles não são os únicos, em toda a cidade as pessoas começam a adquirir alguns poderes e eles acabam sofrendo as consequências de serem “especiais”.



No decorrer da série você vai perceber que as manifestações extranaturais refletem a personalidade da pessoa (ou macaco) que o recebeu ou é a materialização do pedido mais íntimo de cada um. 


Não pense que os poderes "arroz com feijão" são a maioria, os mais tradicionais como voar, teletransportar e ler mentes vieram misturados com pessoas que trocam de sexo, manipulam laticínios e deixam os inimigos carecas. Poderes bem úteis, não é mesmo?


O que você vai ver é que nem sempre ficar invisível ou voltar no tempo pode ser útil e resolver todos os seus problemas, as consequências disso são bem maiores que o poder em si, deixando a série um pouco mais humana e real, o que faz o espectador entrar de cabeça e se sentir realmente mais um dos "desajustados".  

Entre drogas, violência e sexo, os problemas que eles enfrentam não são poucos. Correndo risco de vida constante, os jovens precisam terminar o trabalho forçado e ainda sobreviver à qualquer custo.


Eles são a encarnação dos anti-heróis. Não pense que você verá jovens problemáticos lidando com os problemas de maneira pacífica e se endireitando, dando rumo à vida e pensando nos outros. Eles só querem se dar bem, mas isso é exatamente o que queremos ver. 

Os tons cinzas e clima pesado dão um toque especial à trama, o que a faz ficar cômoda de acompanhar. A fotografia é impecável e o roteiro é surpreendente, você assiste cada episódio esperando ver as mesmas coisas, mas é algo que nunca acontece. Isso sem falar dos diálogos simples e engraçados, recheados de palavrões e interpretações inesquecíveis. 

Se você não gosta de séries muito compridas (lost) e cansativas, talvez misfits atenda às suas exigências, já que só possui 5 temporadas e cada uma contando com 6 a 8 episódios de 45 minutos, aproximadamente. O único ponto negativo é que os personagens principais não ficam até a última temporada e vão saindo, um a um, no decorrer da história, sendo substituídos por um elenco que, mesmo bom, nunca vai superar o primeiro. Lauren Socha, que interpreta a personagem Kelly, por exemplo, foi presa e condenada a 80 horas de trabalho comunitário por agressão racial a um taxista. Que ironia, não?

Misfits é uma série inglesa da E4 que ganhou o prêmio BAFTA Television Award em 2010 na categoria de Melhor Série Dramática, além de várias indicações nos dois anos seguintes. Em 2011 Lauren Socha também ganha um BAFTA na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante em Drama pela sua atuação como Kelly Bailey. 


Uma atenção especial às músicas utilizadas na série que são de extremo bom gosto, contando logo com a abertura que tem The Rapture cantando "Echoes". Abertura essa que você assiste sem vontade de passar imediatamente, como acontece em "Orange is the new Black" e "The Walking Dead". Você vai parar para observar algum detalhe que antes não tinha visto e ainda cantar junto. 



E aí? gostou da série ou vai começar a acompanhar? Deixa um comentário dizendo o que achou :)


A partir deste ponto você irá conhecer alguns personagens. Lembrando que logo abaixo o texto pode conter pequenos spoilers. (Pra você que ainda não acompanha a série, pode optar por ler sobre o primeiro elenco. Por conta em risco).


Vou falar um pouco apenas sobre os personagens principais, até porque dentre várias pessoas memoráveis e maníacas ficaria difícil escolher. Além disso selecionei algumas curiosidades que você vai gostar de saber.


Robert Sheehan é Nathan

Nathan Young
O personagem que eu mais odiava no início mas que depois considerei como um dos meus favoritos. Nathan é um completo e definitivo idiota. Tudo pra ele é motivo de piada, não respeita nenhum ser vivo e quer transar com qualquer coisa que se mova.  
Nathan foi levado ao tribunal por “comer Pick and Mix”, o que parece ridículo e pros outros mais uma de suas mentiras. O seu poder, revelado apenas no último minuto da primeira temporada, é a imortalidade.





Antonia Thomas é Alisha

Alisha Daniels
Condenada ao serviço comunitário por dirigir embriagada, Alisha é a garota mais sexy e desejada de toda a série. O único problema é que, depois da tempestade, toda e qualquer criatura que entra em contato com ela fica imediatamente e perigosamente excitada. Ninguém segura esse desejo ao tocar sua pele. Alisha é a "Vampira" de X-men, só que sexual. Ao longo da série, ela mostra-se ser mais do que uma vadia qualquer, demonstra sentimentos e responsabilidade. 




Nathan Stewart-Jarrett é curtis

Curtis Donovan 
Curtis, no seu tempo de glória, era consideravelmente famoso como corredor profissional, mas foi preso portando drogas e presta serviço comunitário para "dar exemplo" aos outros pelo seu mau comportamento. Infeliz por ter perdido tudo o que conseguira, Curtis recebe o dom de voltar o tempo. Você percebe que as coisas não vão bem pra ele quando em sua vida começam a aparecer zumbis, troca de sexo e gravidez. 





Iwan Rheon é Simon


Simon Bellamy
Esse cara é estranho, muito estranho. É uma daquelas pessoas que você olha e de cara percebe que é um psicopata. Com poucas palavras, poucos gestos e nenhuma reação sentimental, ele tenta ser invisível. E é isso que ele consegue com a tempestade. Simon foi pego tentando incendiar uma casa e condenado ao serviço. É o personagem que demonstra mais importância ao longo da série e o que mais sofre bullying de Nathan. 





Lauren Socha é Kelly

Kelly Bailey 
Deixei pro fim do elenco original a personagem que eu mais gosto. Com um sotaque muito legal, atuação premiada e atitudes marcantes, Kelly é possivelmente a pessoa mais corajosa e encrenqueira do grupo. Fala o que pensa, age do jeito que quer e ainda por cima tem o poder de ler mentes. Subestimada pelo grupo no início, demonstra que sem ela os outros já estariam mortos há muito tempo. Kelly está em detenção por agressão. Difícil não se apaixonar por ela.  






Este é o elenco original e, logicamente, a melhor formação. Após a segunda temporada, eles começam a sair progressivamente, dando espaço para outros personagens que, mesmo bons, não chegam aos pés destes. Prepare-se para ver Nathan sair ao término da segunda temporada, Kelly, Simon e Alisha na terceira e Curtis na quarta. Vamos ao segundo elenco.






Joseph Gilgun é Rudy
Rudy
Ele é o primeiro a se unir ao grupo e entra logo após a saída de Nathan. Rudy tem o poder de se duplicar, sendo que o seu "segundo eu", é bem mais racional e delicado, vamos dizer assim. Rudy é outro idiota que pensa em sexo e farra, mas claro que não é igual ao Nathan, apesar de ser um bom personagem. Presta serviço por vandalismo. 





Karla Crome é Jess


Jess 
Jess consegue colocar qualquer um na linha. Entra na quarta temporada junto com Finn, como em substituição de Alisha e Simon. Ela tem o poder de "ver através das pessoas e suas merdas", ou seja, Visão de Raio-X. Jess é como a mediadora social, que tenta resolver as coisas logicamente e de forma inteligente. 




Nathan McMullen é Finn



Finn
Cabeça engraçada e estatura inferior a dos outros delinquentes, Finn é apresentado como um completo mentiroso, mas que vê as coisas pelo lado bom. Ao longo do tempo percebemos que ele tem algumas questões amorosas em aberto. Finn possui o dom da telecinese, bem inútil no início. 






Matt Stokoe é alex

Alex
Super vaidoso e garanhão, ganha destaque no terceiro episódio da quarta temporada como colega de trabalho de Curtis, no Bar. Mesmo depois de ser condenado a pagar os serviços comunitários, Alex não tem nenhum poder, além de não ter uma "pequena" parte do corpo. Porém, após receber um transplante de pulmão no fim da quarta temporada, recebe o dom do doador de remover os poderes de outras pessoas sexualmente.




Natasha O'Keeffe é Abby


Abby
Abby é a mais misteriosa personagem da quarta e quinta temporada, pelo fato de não lembrar de absolutamente nada antes da tempestade cair. Após simular ser uma das delinquentes que prestam serviço, Abby se junta aos outros mesmo não tendo poder nenhum aparentemente. Ela não o tem porque é resultado de um, Abby na verdade é a amiga imaginária de Laura, uma criança que recebeu o poder de materializar a sua imaginação.  









CURIOSIDADES


  • A série inicialmente iria se passar dentro de um Shopping Center inglês, não num serviço comunitário. Cada personagem iria trabalhar numa loja diferente. Porém a produção decidiu optar por um cenário mais "urbano". 
  • No roteiro original, Simon seria um vilão.
  • Durante as três primeiras temporadas, cada personagem tinha sua própria conta no Twitter, supervisionadas pelo próprio diretor, como um canal viral e de contato direto com o público. 
  • Com a saída inesperada de Nathan, os diretores criaram um Webisódio onde mostra o fim do personagem: com seu novo poder, ilusionismo, Nathan acaba ganhando muito dinheiro em Las Vegas, até ser pego e preso por trapaça. 
  • Tim, o maníaco dos games, não é apenas o meu vilão favorito, mas também o de Curtis e de Simon. Provavelmente vai ser o seu também. 
  • Nathan McMullen iria apenas fazer um papel secundário na série, mas surpreendeu tanto os produtores em seu teste que foi chamado para um papel de maior representação. 



Não perca mais tempo e entre na onda de Misfits

Avaliação:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Valeu pelo comentário!